Capa > Home > Cães Filhotes – Dicas de Saúde

Cães Filhotes – Dicas de Saúde

Qual a importância da prevenção de pulgas e carrapatos?

As pulgas e carrapatos são parasitas externos que provocam irritação local, coceira, alergia, anemia, perda de peso e nos casos das pulgas até verminose.
Por essas razões é muito importante adotar um programa de prevenção contra os parasitas externos seguindo a orientação do seu veterinário.

Como ter um cão saudável e feliz?

Ofereça um alimento de alta qualidade para o seu cão como os produtos PremieR pet e leve-o freqüentemente ao médico veterinário. Não se esqueça de dedicar tempo para passeios e brincadeiras e, sobretudo, carinho e amor.

Como eu posso iniciar a educação do meu cão?

A maioria dos adestradores iniciam o treinamento dos cães a partir dos 6 meses de idade, no entanto, a educação de seu cão já se inicia nos primeiros dias de vida com a regularidade no horário de alimentação e resposta ao chamamento pelo nome do cão.
Os cães naturalmente convivem em grupos e obedecem a uma hierarquia, por isto, nos primeiros dias você deve se impor para que ele o respeite pela vida toda. Não bata em seu animal, principalmente quando ele for novo, pois ele ainda não será capaz de entender o certo e o errado.
É muito importante que sua postura e tom de voz sejam firmes.
Quando ele fizer suas necessidades em lugar inapropriado, dê-lhe uma bronca e leve-o ao lugar certo.
E quando ele acertar não se esqueça de elogiá-lo e agradá-lo.
Habitue seu cachorro à coleira e guia, acostumando-o a andar calmamente a seu lado.
Seja persistente e não permita que maus hábitos se desenvolvam.
Por exemplo, pular nas pessoas pode ser muito engraçadinho para um filhote, mas para um adulto isto pode ser extremamente desagradável.

Já posso levar meu cão para passear comigo?

Exercícios físicos são importantes tanto para o cão quanto para o dono e sua intensidade irá variar em função da raça, idade e estado geral do animal. Evite exercícios intensos para cães em crescimento, pois pode haver comprometimento dos ossos e articulações. Não leve seu animal para rua antes dele ter recebido todas as vacinas.

Se o meu cão não estiver doente eu preciso levá-lo ao médico veterinário?

É importante levar o filhote ao veterinário para que seja feito um exame clínico completo e que você receba as devidas orientações quanto à saúde e aos cuidados do seu filhote. Você mesmo pode observar algumas características gerais de um cão saudável, como:

  • Pelagem: Deve ser macia, brilhante e forte, sem quedas de pêlos localizadas. Os cães trocam de pêlos naturalmente 2 a 3 vezes por ano. Nas regiões cujo clima não é muito bem definido, estas trocas são prolongadas e podem durar o ano todo. A intensidade desta queda de pêlo varia em função da raça e nutrição de seu cão. Alimentos com níveis adequados de proteína, equilíbrio entre ácidos graxos ômegas 3 e 6, vitaminas e minerais podem diminuir esta perda de pêlos.
  • Olhos: Devem ser limpos, abertos e atentos, sem excesso de lágrimas, descamação ou sensibilidade à luz.
  • Focinho: Deve ser sempre úmido e fresco. Espirros, tosse e corrimento nasal são sinais de uma possível infecção respiratória.
  • Dentes: Observe os dentes do filhote. Os dentes de leite (32 dentes) aparecem com 2 a 8 semanas de idade e são trocados pelos permanentes (42 dentes) entre 4 a 7 meses de idade. O processo de troca encerra-se aproximadamente com 8 meses de vida. O crescimento dos novos dentes irritam a gengiva e incomodam o filhote, por isto, nesta fase, ele morde tudo que encontra pela frente. Para diminuir este problema, dê brinquedos para ele, mas cuidado porque alguns são inadequados e podem ser engolidos ou feri-lo. O cão dificilmente tem cárie, entretanto pode apresentar tártaro, que é caracterizado pela formação de uma placa bacteriana de coloração amarelada e de odor desagradável, que pode levar a queda dos dentes e problemas cardíacos e renais.
  • Sistema digestivo: Os principais indicativos de problemas são: vômito, diarréia, constipação (dificuldade para defecar), e sangue nas fezes. São inúmeras as causas que podem levar a estes problemas, portanto ao aparecimento destes sintomas leve-o ao veterinário.

Eu posso medicar meu cão por conta própria?

Nunca dê qualquer medicamento ao seu animal sem antes consultar um médico veterinário, pois ele é o único profissional capaz de indicar com precisão o melhor medicamento para ele, inclusive a dose ideal. Alguns medicamentos de uso humano podem causar sérios problemas ao seu animal, inclusive a morte.

Quando vacinar?

Inicialmente é importante saber se o seu cão bebeu o colostro (leite produzido no começo da lactação) de sua mãe e se ela tinha sido vacinada.
O colostro é muito rico em gordura, proteínas e carboidratos, além de anticorpos maternos que protegerão o filhote nas primeiras 8 semanas de vida. Deve-se ressaltar que algumas raças são mais sensíveis, como Dobermann e Rottweiler, devendo ter um esquema de vacinação específico.
Nestes casos também pode ser administrada a 1ª dose aos 45 dias de vida e as subseqüentes em intervalos de 30 dias entre as aplicações.
É muito importante que seu filhote receba todas as doses, pois elas o protegerão contra várias doenças ao longo de sua vida. Evite levar seu animal para rua antes dele receber todas as doses. De qualquer maneira, consulte seu veterinário para estabelecer o melhor programa de vacinação para seu cão.

Quando dar o vermífugo?

O esquema ideal de vermifugação inicia-se 2 semanas após o nascimento dos filhotes e deve ser repetido com 4, 8 e 12 semanas de idade e aos 4, 5 e 6 meses.
Nas primeiras vermifugações, quando o filhote ainda se encontra junto à mãe, deve-se vermifugar a mãe para evitar reinfestações. Os cães adultos devem ser vermifugados pelo menos 2 vezes ao ano ou conforme orientação do seu veterinário.

Cão dula modal
X
Premium Ou Super Premium

Todas as rações alimentam o animal, mas nem todas ajudam a manter a saúde, a qualidade de vida e a beleza, pois não possuem as mesmas propriedades. O que muda entre essas categorias?

  • Tabela Comparativa
  • Os alimentos Premium no Brasil

Standard

Premium/Premium Especial

Super Premium

Origem Década de 70 Década de 80 Década de 90 (A PremieR pet foi pioneira)
Níveis
Nutricionais
Mínimos Formulações mais completas e balanceada com níveis nutricionais acima do mínimo recomendado Formulações mais completas, concentradas com níveis nutricionais ótimos
Ingredientes Ingredientes de baixo custo e qualidade Matérias Primas de boa qualidade nutricional Matérias primas de máxima qualidade e presença de ingredientes especiais que promovem benefícios extras à saúde
Formulação Variável Fixa Fixa
Consumo, aproveitamento e volume de fezes Alto consumo, baixo aproveitamento e fezes mal formadas e em grande volume Consumo intermediário, bom aproveitamento e fezes em menor volume: firmes e fáceis de recolher Menor Consumo entre as categorias, máximo aproveitamento e fezes em menor volume: firmes e fáceis de recolher
Saciedade
Foco Preço baixo Custo-Benefício Promover saúde, longevidade e qualidade de vida.

Os Primeiros alimentos industrializados que surgiram no Brasil, na década de 70, foram os produtos atualmente chamados de linha de combate. Embora já existam há bastante tempo, ainda hoje conservam as mesmas características: níveis nutricionais mínimos, ingredientes de baixo custo e qualidade, formulação variável (o que significa que na ausência de um dos ingredientes, ou na inflação de seu preço, os fabricantes substituem por outro de qualidade próxima, podendo ocasionar diarréias e além de má digestão do alimento) e fontes vegetais de proteína e gordura.

A linha de combate é comercializada principalmente em canais não especializados (supermercados, por exemplo) a preços extremamente acessíveis. No entanto são alimentos de baixa densidade nutricional obrigando assim o animal a ingerir uma grande quantidade para se sentir saciado e assim receber o mínimo de nutrientes necessários através do produto o que torna a relação custo/benefício desvantajosa.

Na década de 80 apareceram produtos mais elaborados, chamados de alimentos do tipoPremium, com níveis nutricionais superiores aos produtos de combate, mais palatáveis (mais sabor) e com controle de qualidade e matéria prima um pouco mais rigoroso. Porém, seguia a mesma filosofia nutricional de formulação variável e utilização da maior parte de ingredientes de origem vegetal. Além disso, acrescentaram diferenciais como corantes e aromas "culinários" artificiais além de formatos que buscavam unicamente agradar aos olhos dos proprietários de cães e gatos, sem agregar valor nutricional algum ao alimento.

Os alimentos Super Premium são originários na década de 90, e a PremieR pet foi pioneira no lançamento desta linha no Brasil. Apresenta os avanços nutricionais mais recentes e tecnologia de produção moderna, agregando ingredientes de alta qualidade além de suplementos nutricionais que a longo prazo oferecem maior qualidade de vida ao animal e conseqüentemente, maior longevidade. São vendidos em sua maioria, em canais especializados (clínicas veterinárias, pet shops e casas de rações), apresentam valor nutricional e focam na qualidade dos ingredientes e performance dos animais nos diversos estágios de vida. Os alimentos Super Premium apresentam custo benefício melhor, por proporcionarem alta digestibilidade e densidade energética permitindo alta qualidade nutricional além de uma menor ingestão de alimento. Além disso, reduzem o risco do aparecimento de doenças nutricionais no decorrer da vida de cães e gatos.

Ração PremieR pet: Alimento para cães e alimento para gatos

Você sabia?

Alimentos Super Premium apresentam níveis nutricionais mais elevados, atendendo não somente aos requerimentos nutricionais mínimos estabelecidos pelo Conselho de Nutrição Animal do NRC (National Research Council) e AAFCO, como também estados fisiológicos mais exigentes, tais como reprodução, treinamento e recuperação de estados patológicos de cães e gatos. Os níveis nutricionais ótimos devem estar em equilíbrio entre os níveis mínimos e máximos apresentados pela AAFCO (Association of American Feed Control Officials); Esses níveis são determinados por pesquisas "in vivo", que buscam condições ótimas de pelagem, desenvolvimento de musculatura e, principalmente, otimização de performance na reprodução e no sistema imunológico.

X