Novidades

Você sabia? Animais bem nutridos respondem melhor às vacinas

 

 

Agosto é tradicionalmente mês de vacinação para cães e gatos. A data é amplamente conhecida pela campanha de prevenção à raiva em todo o país. Portanto é um bom momento para alertar os tutores sobre fatores que interferem na resposta imunológica do animal às vacinas, tais como idade, doenças preexistentes e estado nutricional.

É comprovado: animais bem nutridos apresentam uma resposta mais adequada às vacinas.

Médico veterinário do departamento de capacitação técnico-científica da PremieRpet®, Flavio Silva destaca pontos importantes que merecem ser lembrados por aqueles que zelam pela saúde de seus pets:

 

1.FILHOTES E IDOSOS

Filhotes com apenas alguns dias de vida têm um sistema imunológico ainda imaturo, enquanto nos idosos algumas células de defesa tornam-se menos ativas, o que pode deixá-los mais vulneráveis a diversas doenças, além de mais susceptíveis a infecções. A atenção com o sistema imunológico desses animais deve ser redobrada e, por consequência, a alimentação ganha uma importância ainda maior nessas fases. A orientação é caprichar no aporte nutricional!

 

2. IMUNODEFICIENTES

Animais com imunidade prejudicada também devem receber especial cuidado com a alimentação por toda a vida. Por exemplo: gatos portadores do vírus da imunodeficiência felina (FIV) e o vírus da leucemia felina (FeLV).

 

3. NUTRIÇÃO E IMUNIDADE CAMINHAM JUNTAS

A alimentação é a principal responsável pelo fornecimento adequado dos nutrientes que servem de base para o bom desenvolvimento do sistema imune, pela multiplicação das células de defesa e pela formação de outras substâncias importantes para a imunidade. E em casos de desnutrição, o primeiro sistema do organismo afetado é justamente o sistema imunológico.

 

4. CUIDADO SEMPRE!

Está comprovada a importância de um suporte nutricional adequado durante toda a vida dos animais de estimação. Sem esse cuidado, muitas vezes não é possível atingir o resultado esperado com as vacinações, dada toda a relação entre a nutrição e o sistema imunológico. Um alimento adequado para a faixa etária, o porte, a raça, o nível de atividade física, bem como as condições fisiológicas e corporais é fundamental para garantir a boa imunidade e a saúde geral dos cães e gatos.