Menu
Match Pet

Primeiros socorros pet: o que é importante saber?

Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. Essa frase traduz o sentimento de muitos tutores ao assumirem os cuidados de um pet. A rotina com o animal de estimação envolve amor e carinho, mas também muita atenção a possíveis acidentes.

Cães e gatos possuem muita energia, são naturalmente curiosos e muitas vezes comilões, por isso, devemos nos atentar a situações que podem trazer riscos à saúde.

Mas como agir em casos de acidentes? Veja, a seguir, algumas dicas.

Fraturas: a imobilização deve ser feita com esparadrapo e um objeto fixo e reto, como uma parte de papelão, apenas para auxiliar na condução ao médico-veterinário. Nunca tente colocar os ossos no lugar.

Queimaduras: acalme o pet e posteriormente deixe o ferimento sob água corrente para promover o resfriamento e a limpeza da ferida. Não passe pomadas, gelo ou sabonete. Cubra o local com um pano limpo e úmido.

Envenenamento: caso perceba que o cão ou gato ingeriu alguma substância nociva à saúde, nunca tente automedicar o animal. Encaminhe-o imediatamente ao médico-veterinário e, se possível, leve também a substância tóxica ingerida para que o profissional ofereça um tratamento mais assertivo.

Cortes profundos: imediatamente deve-se estancar o sangramento com um pano limpo pressionado contra a região do trauma. Não use papel, uma vez que pode ficar grudado no ferimento.

Lembre-se que o desconforto gerado por alguns ferimentos pode deixar o animal agressivo, então é preciso cuidado. Além disso, os procedimentos listados acima são medidas rápidas de emergência e não substituem o atendimento profissional, que deve ser procurado o mais rápido possível. Somente o médico-veterinário poderá tratar adequadamente o pet.

Fonte: PremieRpet®

Voltar para a listagem