26 de abril de 2021

#2 | OS MANDAMENTOS DO PET SHOP QUE VENDE SEMPRE

Cuidar da loja é um fator determinante para o sucesso de todo pet shop. Mesmo que em tempos de pandemia os canais digitais ganhem espaço, é possível garantir sua loja agradável e atrativa através do cuidado de vários pontos. Prepare-se para conhecer os “dez mandamentos da loja que vende” e aprenda como manter o time motivado, melhorar a organização do espaço – e ativar os cinco sentidos. Ações práticas para surpreender o cliente.

Ter uma loja que vende todo dia é uma tarefa que exige esforço e cuidado. Por isso, o consultor de marketing Dino Gueno escreveu o livro “A Loja que vende”, onde compartilha todo o conhecimento acumulado como executivo, professor e consultor. Cheio de dicas, o livro mostra que é preciso entregar mais do que você promete para gerar satisfação no cliente. Se você promete muito e entrega pouco, há insatisfação. “É muito importante ter consciência de como é forte esse poder da satisfação para gerar recompra e também indicação de novos clientes”, fala o autor, em entrevista exclusiva ao nosso blog canal Lojistas.

No livro, Dino nos oferece o quadro abaixo, onde ele explica os dez mandamentos que toda loja pode seguir para vender mais. Sugerimos que você imprima esta lista e deixe na parede em local visível para todos os colaboradores.

Livre acesso favorece a experiência de compra

Dino destaca sobre a importância de facilitar a experiência de compra, permitindo que o cliente ande, toque os produtos com conforto e segurança tendo acesso fácil às informações e preços. “É preciso criar um ambiente alinhado com sua estratégia de venda e público-alvo, buscando equilíbrio entre emoção e técnica”, ensina. Uma adequada combinação de utilização do espaço, exposição de mercadorias e funcionários para atendimento pode resultar em uma jornada de compra mais eficiente e lucrativa.

O público consumidor de produtos e serviços para pets se caracteriza pelo alto envolvimento emocional com seus animais. São consumidores que buscam dar o melhor para seus pets e investem não apenas em alimentação e cuidados de saúde e higiene, mas estão de olho também em uma gama de produtos que não para de crescer. Buscam brinquedos, vestuário, acessórios e outros mimos para seus bichinhos. Por isso, a correta disposição estratégica de mercadorias também pode favorecer as compras por impulso, aumentando a produtividade do seu negócio. Muitas compras que parecem racionais são em grande parte emocionais, vão além da funcionalidade e necessidade de consumo.

Encante através dos cinco sentidos

Você sabe como percebemos o mundo? Através dos cinco sentidos. Tudo que a gente pensa e sente tem início nos sentidos. Por isso os fatores sensoriais podem ajudar muito nesse acolhimento do cliente. Ter atenção e cuidado com a visão, o olfato, o tato, a audição e o paladar têm forte influência no ambiente da loja e ajudam a envolver os clientes no ponto-de-venda. Um espaço arejado, limpo, organizado, bem climatizado e cheiroso torna o processo de compra mais agradável.

Cores e sons ajudam a estabelecer uma conexão afetiva e emocional com os clientes que estão à procura de produtos para os seus pets, melhorando inclusive a qualidade das vendas e o ticket médio.

VISÃO

Mapeie e os pontos mais nobres do seu espaço para expor os produtos que quer destacar. Posicione os artigos nas prateleiras seguindo uma sequência de categorias que interesse ao cliente. Lembre-se que a maior visibilidade está na área que fica entre a altura dos olhos até os joelhos. Nas áreas fora desse limite faça opção por produtos grandes e de fácil visualização.
Sobre as cores usadas na decoração, os tons mais quentes, como vermelho e laranja, são responsáveis por estimular sensações de entusiasmo. Já as cores frias, como tons de azul, remetem à paz e felicidade. Uma boa iluminação também facilita a escolha dos produtos.

OLFATO

As fragrâncias têm papel importante, podem passar sensação de aconchego, relaxamento ou serem estimulantes.
Ter uma com cheiro de limpa traz confiança sobre a qualidade dos produtos e serviços

TATO

Facilite a compra permitindo que o cliente manipule os produtos. Coloque os produtos na altura ideal para que pets, crianças e adultos tenham acesso aos produtos adequados.

AUDIÇÃO

É preciso estar atento ao volume e tipo de música ambiente, para que os consumidores se sintam à vontade durante as compras.
Evite também outros barulhos como obras e limpeza pesada enquanto os clientes estiverem na loja.

PALADAR

Planeje degustação de cookies e outros lançamentos. E você pode agradar o cliente com um espaço de café, oferecendo balas, um pão de queijo para quem chega cedo (isso ajuda também no olfato).

Motive o time a atender bem

De acordo com o autor, a loja que vende bem, é focada acima de tudo no cuidado com as pessoas – não só os clientes, mas também seus empregados e fornecedores. “A equipe atende o cliente do jeito que ela é atendida. Ter uma loja bonita, organizada e bem cuidada tem a ver com o ambiente em que os funcionários vão atender melhor os clientes”, afirma. Ter um time que tem orgulho de trabalhar na loja faz toda a diferença. E essa harmonia vai se expressar em um ótimo atendimento e cuidado com o cliente. Lembre-se que sua marca também é construída por seus colaboradores, invista na formação e reconhecimento de talentos.

Investir em profissionais é a melhor forma de fidelizar a clientela. O bom atendimento faz com que os consumidores estejam dispostos a frequentar sua loja para adquirir novos itens e podem fazer indicações que tragam clientes.

Surpreenda o cliente sempre

Dino Gueno explica ainda que a loja não pode ser estática, ou seja, continuar sempre com a mesma configuração. O cliente é atraído por novidades, por isso é preciso estar sempre mudando, buscando uma nova organização e disposição dos produtos. O cliente vai ser estimulado a entrar novamente se notar que o layout está diferente daquele que viu na última visita. “Isso vai ser mais um motivo para o consumidor voltar”, explica Gueno. Ele destaca ainda que essas mudanças trazem renovação para o estabelecimento e podem gerar conteúdos para produção de posts e vídeos para as redes sociais do negócio.

O segmento pet é um negócio que requer inovação e adaptação constantes porque sempre estão surgindo novos produtos e novas tendências no mercado. Quem não buscar se atualizar vai perder espaço para os concorrentes. Os tutores estão atentos às novidades e colocam os investimentos e cuidados com seus animais entre suas prioridades.

O brasileiro gastou em média R$ 189,00 por mês com animais de estimação em 2019. O valor sobre para R$ 224,00 quando são analisadas apenas as classes A e B, segundo levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Referências:

Redação. Negócio dos sonhos: Loja de animais ou pet shops. Agência Sebrae de Notícias, 2020. Disponível em http://www.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/NA/negocio-dos-sonhos-loja-de-animais-ou-pet-shops,c7b16df152f9f610VgnVCM1000004c00210aRCRD. Acesso em: abril/2021.

Redação. Como montar uma loja de animais ou pet shop. Agência Sebrae de Notícias, 2020. Disponível em https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-loja-de-animais-ou-pet-shop,88187a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD. Acesso em: abril/2021.

GUENO, Dino. A LOJA QUE VENDE – Manual para ser imbatível no seu negócio

ENCONTRE O ALIMENTO IDEAL PARA O SEU PET