16 de junho de 2021

#4 | QUAL O SISTEMA DE DELIVERY ADEQUADO PARA O MEU PET SHOP?

Muitos pet shops já conseguem que boa parte de seu faturamento venha do sistema de entregas de vendas feitas a partir do telefone, WhatsApp ou e-commerce. Ter um delivery eficiente exige cuidados e atenção aos detalhes. Neste post você descobre quais são eles.

A pandemia fez com que o consumidor aumentasse o número de pedidos de entrega e muitos pet shops tiveram que melhorar, ou até mesmo montar, seus sistemas de delivery. O momento de incertezas pode ser uma janela de oportunidade para investir na inovação em serviços e ganhar um diferencial competitivo no seu pet shop.

Tudo indica que esse cenário será mantido mesmo com o fim do isolamento social, uma vez que os clientes aprovaram a conveniência e segurança das compras online. Pesquisa da consultoria Kantar, mostra que o e-commerce atraiu mais de 2,3 milhões de usuários no Brasil somente no segundo semestre de 2020. Os gastos com delivery cresceram 149% no último ano, segundo a Mobills, startup de gestão de finanças pessoais. O aumento chega a 187% quando comparados os gastos do mês de dezembro em relação a março de 2020, início da pandemia.

O serviço de delivery eficiente pode ser um diferencial do seu negócio para fidelizar a clientela

Cada vez mais o e-commerce complementa o negócio físico. Para viabilizar o pedido on-line é preciso que o mundo físico esteja preparado, com a logística adequada para fazer o produto chegar até o cliente.

Uma vez que os sistemas de entrega são uma realidade e vieram para ficar, surgem as dúvidas na hora de investir em um delivery eficiente. Qual o melhor modelo para o seu pet shop, fazer entregas por conta própria ou recorrer a uma empresa terceirizada? Como calcular o frete cobrado? Qual o melhor meio de transporte para garantir agilidade e qualidade das entregas?

São muitas as questões, como você vai poder acompanhar agora.

As entregas partem da loja ou de um centro de distribuição?

A logística urbana tem evoluído bastante. Antes, a estrutura era baseada em um centro de distribuição, com entrega por caminhões e os prazos para receber as mercadorias eram bem maiores. Segundo Gustavo Salhani, gerente de estratégia e inovação da Delivery Center, a tendência é da entrega cada vez mais rápida. “Se antes tinha prazo de alguns dias, hoje esse prazo é cada vez menor, podendo ser no mesmo dia ou na mesma hora”, explica.

Para atender a logística dos centros urbanos e garantir a agilidade, surgiu o conceito de last-mile, a “última perna” da cadeia logística, quando os produtos são entregues ao cliente final. A mercadoria sai direto do estoque da loja, não mais de um centro de distribuição, tem um raio de entrega menor e um roteiro mais simples para a entrega.

“O e-commerce aumentou muito, o mercado se tornou mais competitivo e a pandemia foi um acelerador desse processo. O consumidor tem um senso de urgência muito maior e a maioria dos clientes é influenciada pelo tempo de entrega. Pesquisas mostram que consumidores deixariam de comprar de uma loja se houver atraso na entrega”, diz Salhani.

Serviço de entrega próprio ou terceirizado?

Alguns fatores devem ser avaliados antes de optar pelo modelo de delivery a ser adotado:

Entrega própria – Tem a vantagem da padronização, com entregadores usando uniforme da loja e veículos customizados, que ajudam na divulgação. O lojista pode definir a sua própria política de frete ao escolher esse sistema. Mas dois pontos devem ser observados: os encargos para manter equipe e os custos com a manutenção da frota. Deve ser levado em conta o custo de ociosidade em períodos de baixa demanda.

Serviço terceirizado – Ao optar por uma empresa terceirizada, o lojista conta com maior flexibilidade para ajustar a demanda. A desvantagem é não contar com a uniformização para divulgação da loja e a política de frete vai depender do parceiro comercial.

Modelo híbrido – O pet shop pode recorrer ainda a um meio termo: utilizar frota própria para atender até um percentual da demanda (a partir de critérios geográficos ou tipo de compra, por exemplo) e o restante fica a cargo de um parceiro logístico.

Como calcular o frete?

Uma das dúvidas que surgem neste momento é como estabelecer uma taxa para as entregas. É preciso levar em conta os encargos trabalhistas e os custos de manutenção da frota (seguro, IPVA, combustível), quando o delivery for feito diretamente pelo pet shop.

Já no caso de entrega terceirizada, o cálculo leva em consideração os custos atrelados às taxas do operador logístico. Algumas empresas cobram um percentual sobre o valor do pedido, outras têm uma taxa mensal ou pode ocorrer ainda cobrança em função da distância percorrida para a entrega.

A redução dos custos do frete está diretamente ligada à eficiência do roteiro e ao volume de entrega. Se tiver frota própria, quanto maior o volume de entregas menor será o custo unitário, por exemplo. É importante aproveitar a capacidade do veículo e definir as rotas mais eficientes para fazer mais entregas, em menos tempo, com menor custo.

Os meios de transporte a serem utilizados vão depender da realidade local. Se a loja estiver localizada em um centro urbano movimentado, com vias que restringem a circulação de caminhões, por exemplo, é melhor optar por carros menores ou motos. Para distâncias curtas, a bicicleta pode ser uma boa opção. Mas se o estabelecimento estiver em uma área rural, onde é preciso percorrer grandes distâncias, o melhor negócio pode ser a parceria com outras empresas para alcançar áreas de difícil acesso.

O importante é ter visão do processo de entrega como um todo, para alocar bem a frota e mensurar a performance. Assim será possível identificar gargalos e fazer correções de rota.

O serviço de entrega com um veículo customizado ajuda a divulgar o seu negócio

A mesma estrutura de delivery pode ser usada para entregar produtos que são vendidos com bastante frequência, como é o caso de rações, e outros produtos com menor estoque, como acessórios. Para isso, é imprescindível ter controle do estoque, com integração dos canais digitais e da loja física, para dimensionar a saída de produtos e fazer as encomendas para garantir o abastecimento.

Gere demanda para esse serviço!

Invista na divulgação. Coloque esse sistema de entrega na fachada da loja, mande e-mail marketing avisando, invista no marketing digital. Além de divulgações pelo WhatsApp e redes sociais, é importante sempre destacar quais são os outros canais possíveis para fazer os pedidos. Assim, o cliente fica sabendo que pode contar com essa comodidade no momento que não puder ir à loja pessoalmente.

Considere investir em mídia paga e vá medindo o resultado. Escolha as plataformas utilizadas pelo seu negócio que já têm audiência para fazer a divulgação e o cadastramento dos consumidores. Isso pode garantir mais visibilidade e trazer mais resultados do que investir em um sistema de entrega começando do zero.

O processo de vendas está em atualização contínua. O recurso mais recente que vem sendo utilizado é o live commerce, venda de produtos em lives feitas em plataformas como o Instagram, por exemplo. A loja apresenta o produto e oferece promoções exclusivas para a compra durante a live, o que dá mais dinamismo ao processo de compra e promove o engajamento dos clientes. O consumidor compra na hora e a entrega express é feita em seguida.Adicionar bloco

Um pet shop com delivery pode ser uma boa alternativa para garantir volume de vendas em um período de crise econômica e tantas incertezas. Em um mercado em que o consumidor está cada vez mais exigente, cuide da satisfação do seu cliente oferecendo conforto e praticidade também no seu sistema de entrega. Pode ter certeza de que será um reforço importante no seu faturamento.

Referências:

PremieRpet®. Encontro, Negócios e Destaques | Como inovar em delivery e serviços no seu pet shop. 2021. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=rLEQ6QIlqLU&t=1s. Acesso em: junho/2021.

SALHANI, Gustavo. Como inovar em delivery e serviços no seu pet shop. 2021. 13 slides. Disponível em: https://www.dropbox.com/s/v07a3q51j56is93/Encontro%20Neg%C3%B3cios%20%26%20Destaques%20-%20Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20Gustavo%20Salhani.pptx?dl=0. Acesso em: junho/2021.

Sem autoria. E-commerce e delivery crescem ainda mais em 2020. Kantar, 2021. Disponível em https://www.kantarworldpanel.com/br/Releases/E-commerce-e-delivery-crescem-ainda-mais-em-2020. Acesso em: junho/2021.

RIBEIRO, Diana. Efeito pandemia: gastos com delivery crescem 187% em 2020. 6minutos UOL, 2021. Disponível em https://6minutos.uol.com.br/minhas-financas/efeito-pandemia-gastos-com-delivery-crescem-187-em-2020/. Acesso em: junho/2021.

ENCONTRE O ALIMENTO IDEAL PARA O SEU PET