Menu
Match Pet

“CãoDulas” estão de volta e prometem conquistar o público no Rio Open 2022

Time de cães “open” para adoção irá pegar bolinhas e brilhar ao lado dos melhores tenistas do mundo.

Sucesso absoluto em torneios de São Paulo, os CãoDulas estão de volta às quadras de tênis para participar do Rio Open 2022, que acontece de 12 a 20 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro. A iniciativa da PremieRpet®, empresa especialista em alimentos de alta qualidade para cães e gatos, promete conquistar o coração do público.

Kadu, Flora, Lua, Felipo, Luna e Fred formam o time de CãoDulas (cães gandulas) que vão dividir o espaço com alguns dos melhores tenistas do mundo na terça-feira, dia 15 de fevereiro, após a partida das 19h na quadra central. Apaixonados por bolinhas, eles vão provar que têm disposição de sobra para entrar na quadra, atrair os holofotes e brincar muito.

Os seis cães atualmente estão sob os cuidados da ONG Patinhas Anônimas e aguardam a chance de um lar. “Os CãoDulas representam os milhares de cães que aguardam adoção no Brasil. Ao levá-los para as quadras, queremos evidenciar a importância da guarda responsável e que não importa a origem ou idade do pet, quando são amados e alimentados corretamente podem ser maravilhosos companheiros, brincar, aprender coisas novas e realizar grandes feitos’’, afirma Madalena Spinazzola, diretora de Marketing Corporativo e Planejamento Estratégico da PremieRpet®.

Há muitos anos a empresa apoia a causa da adoção e subsidia a alimentação de milhares de cães e gatos de ONGs em todo Brasil por meio de seu braço social, o Instituto PremieRpet®. Os CãoDulas reforçam essa causa, demonstrando todo o seu companheirismo e alegria, independentemente de sua história.

Adoção responsável

Quem se interessar em levar um dos cães para casa deve ter em mente que isso envolve responsabilidades para oferecer um lar amoroso ao novo membro da família. O objetivo é proporcionar melhores condições de vida ao pet e garantir a sua segurança, saúde e bem-estar.

Para isso, o adotante deve seguir algumas orientações importantes, como:
• Considerar que o tempo médio de vida de um cão é superior a 12 anos;
• Informar-se sobre as características e necessidades do pet;
• Oferecer abrigo, alimento de alta qualidade, vacinas e fazer um acompanhamento constante com o médico-veterinário;
• Educar o cão, mas sempre respeitando suas características;
• Manter uma plaqueta de identificação no pescoço do animal com um telefone de contato e fazer o Registro Geral do Animal (RGA);
• Castrar o pet, seja macho ou fêmea, a fim de conter o aumento desenfreado da população animal e, consequentemente, o abandono, além de ser uma medida preventiva a doenças do aparelho reprodutor;
• Ter paciência com a adaptação do pet e dar muito amor e carinho.

Quer adotar um dos CãoDulas? Clique aqui e saiba mais!

Fonte: PremieRpet®

Voltar para a listagem